Resenha #14 - O Reino das Vozes que Não se Calam

Por Nahh lima - 17 janeiro


Classificação:
★★
Título: O Reino das Vozes que não se Calam
Série: O Reino das Vozes que não se Calam #1
Gênero: Fantasia
Autoras: Carolina Munhóz  e Sophia Abrahão
Editora: Rocco
Páginas: 285
Ano: 2014

Sinopse:

Se você encontrasse um lugar onde todos os aceitassem seria capaz de abandoná-lo?

Sophie se esconde de todos e de si mesma: insegura, não consegue enxergar sua beleza e talento, e sente dificuldade em se relacionar com os outros. Seu dia a dia se perde entre os caminhos tortuosos dos que convivem com a depressão e o bullying e a jovem aos poucos vai se fechando na escuridão de seus pensamentos. Desamparada e sem coragem de lidar com seus problemas, ela acaba descobrindo um lugar mágico: um Reino onde as vozes não se calam e as criaturas encantadas se tornam reais. Um lugar colorido onde ela finalmente poderá se encontrar. Dividida entre a realidade e a fantasia, Sophie contará com a ajuda preciosa de um rapaz comum e uma guardiã encantada, que lhe mostrarão os segredos da alma e a farão decidir se vale a pena enfrentar seus medos ou viver em um eterno conto de fadas.

Resenha:

Em minha humilde opinião...
Primeiramente, quero começar lembrando que essa é apenas a minha opinião. Já li alguns textos de pessoas dizendo que gostaram muito desse livro e de pessoas que não gostaram nada dele. Então, o que irei fazer é apenas levantar alguns pontos que exemplificam bem a minha opinião sobre o livro.

Como deu pra perceber pela classificação que dei ao livro, eu não gostei muito dele. Não consegui me interessar muito pela história e demorei bastante até conseguir terminar de ler o livro.

Com relação aos personagens:
A personagem principal parece ter um estilo legal, mas ela é meio sem graça, depressiva e por vezes tem umas atitudes bem irritantes ou até mesmo sem sentido. Teve apenas um breve momento no qual gostei da personagem e foi no qual ela se descreve para a Guardiã Sycreth falando como os outros a veem e como ela se vê. E a forma como ela se vê era boa, porque mostrava que ela não se deixava levar somente pelo que os outros achavam dela, ela conseguia enxergar em si mesma os seus pontos positivos, suas qualidades.

Quanto aos outros personagens... no mundo real, a maioria não tem nada de interessante e possuem em comum o fato de julgarem a Sophie por ser mais magra ou por ter um estilo e personalidade diferente. Já no Reino, os personagens tem em comum o fato de amarem a Sophie e a venerarem, mesmo sem conhecê-la.

Com relação ao Reino:
Acredito que a intensão ao descrever os aspectos do Reino e de seus habitantes era encantar aos leitores e transmitir para nós a magia do local, mas infelizmente e não sei bem o porque, não consegui me encantar pelo local.

O Reino é mágico e os habitantes são bem diferentes, há um gato falante, fadas, um pássaro gigante, entre outros, mas nem mesmo essa diversidade foi capaz de criar em mim o interesse de viajar junto com a Sophie para esse mundo.

Ok, então quer dizer que o livro não tem nada de bom?

Olha, não é bem assim... O livro tem seus pontos positivos é claro.

Ao meu ver, posso apontar dois pontos que acho positivos. O primeiro é o personagem do Léo.

O Léo é o único personagem que gostei no livro, pois ele é um personagem divertido e por mais que a Sophie tente afastá-lo, ele nunca a abandona. As partes mais fofas do livro são com ele, seja em pensamentos, em palavras ditas ou até mesmo nas suas ações.
Léo não se arrependia de ter chamado a garota triste para vê-lo tocar. Desde a primeira vez que a vira, sabia que ela era como um passarinho com asas quebradas.
Não queria consertá-las.
Mas gostaria de tentar encorajá-la a se curar e voar.
O outro ponto que achei interessante no livro é que ele trás uma mensagem interessante sobre como devemos enfrentar nossos problemas e não se abater com o que os outros pensam a nosso respeito. E também que devemos parar e observar que sempre tem alguém ao nosso redor que se importa conosco e que as vezes nem percebemos, ou consideramos que não é tão relevante quanto o que as outras pessoas pensam.

Bem, essa foi a resenha de hoje. O que acharam? Concordam? Não concordam? Deixe aqui nos comentários a sua opinião sobre o livro.

Até mais.

  • Compartilhar:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!