22 agosto 2019

22.8.19 0

░Resumo do mês - JUNHO░


Atrasadinho mas chegou! 

Bora conferir nosso resumo do mês de junho. Tem coisa boa - apesar de poucas - pra vocês se inspirarem e anotar essas dicas. E claro, conta aqui pra gente o que vocês andam consumindo! Aliás, se ainda não conferiu o resumo do mês anterior, o link está aqui embaixo.  


LEGENDA:

(✓) Concluído; 
(X) Em andamento / Abandonado; 
(J) Janaína;
(N) Nayara; 
(POST NO BLOG) Ao passar o mouse pelas imagens, caso o cursor mude, basta clicar na imagem para acessar o post.



ANIMES / DESENHOS
     
Nenhum 
   

DORAMAS

               

              



FILMES
               
 


HQ'S 


Nenhum


JOGOS


Nenhum


LIVROS

                         

MANGÁS


Nenhum


MÚSICA




NOVEL'S

Nenhum


SÉRIES

               

     

              

21 agosto 2019

Crítica | A Morte e a Vida de Charlie: compreendendo que o passado é inevitável, mas prender-se a ele é opcional


Charlie St. Cloud (Zac Efron) é um velejador de sucesso e amado pela família. Sam (Charlie Tahan), seu irmão mais novo, é um completo admirador e o toma como parâmetro para a vida. O que todos não contavam era com a tragédia que estava por vir na vida desta família. O filme mantém uma linha lógica de drama, em paralelo com os eventos que circundam a vida de Charlie após o fatídico dia que alterou toda sua história.


O prelúdio catastrófico para os principais acontecimentos

Numa noite qualquer, Charlie combina de sair com alguns amigos do colégio após a formatura, a fim de comemorar a conquista da formação e o início de um novo ciclo na universidade. Neste dia, ele ficou encarregado de cuidar de Sam, pois sua mãe precisava cumprir horas extras para arrecadar mais dinheiro.

Charlie cuidou de Sam até que a hora de sua saída chegasse. Quando, enfim, bateu o horário, ele saiu escondido pela janela da casa, entrou no carro e deu partida na ignição. Nesse exato momento, Sam estava parado a sua frente, perguntando o que ele estava fazendo. Sem muitas opções, Charlie se viu na necessidade de levar o irmão mais novo com ele.


No caminho, os dois conversavam e brincavam, trocando socos e tapas. No momento em que o sinal do semáforo ficou vermelho e eles pararam, dois carros se chocaram, enquanto isto, um enorme caminhão colidiu brutalmente na lateral do carro, mais especificamente no lado do passageiro, onde Sam estava.

Após recobrar a consciência, Charlie percebe o que havia acontecido ao ver seu irmão ao lado, numa maca, sem reação e com o corpo gélido. É com este fato que a história começa a desenvolver um drama que norteará todo o restante da história.


Considerações finais

Repleto de drama, cenas emocionantes e com alguns plot twist, A Morte e a Vida de Charlie consegue de fato capturar a atenção do início ao fim. Embora seja embasado em um roteiro dramático, em alguns poucos momentos também é perceptível a inclusão de gêneros cômicos, claro que na medida do possível e em comum acordo com a proposta do filme.

Há muitas coisas que eu poderia explanar nesta crítica, mas perderia um pouco da graça se eu relatasse tudo. Então darei a vocês o benefício da dúvida para que possam ir atrás e assistir por vocês mesmos. Mas uma coisa é certa, vale a pena dar uma chance para esta obra cinematográfica.

FICHA TÉCNICA


Nota do crítico: 
★★★★
Título: A Morte a Vida de Charlie
Gênero: Drama/Fantasia
Autor/Organização: Ben Sherwood
Estúdio: Universal Pictures
Selo: ------
Ano: 14 de janeiro de 2011
Sinopse: Os irmãos Charlie (Zac Efron) e Sam (Charlie Tahan) formavam uma dupla e tanto, mas um trágico acidente os separou. Apesar disso, Charlie conseguiu manter contato com ele após a morte e tornou-se um cara estranho e recluso, abandonando seu futuro para trabalhar no cemitério da pequena cidade. Anos mais tarde, Charlie reencontra uma jovem da escola (Amanda Crew) e passa a sentir por ela uma forte atração. Agora, ele precisa decidir entre manter a promessa que fez ao irmão de nunca mais o abandonar, ou seguir o desejo de seu próprio coração e dar um novo rumo para a sua vida.

20 agosto 2019

20.8.19 10

Suspiro


quando você chega cedo 
de cabelo molhado, 
todo arrumadinho, 
eu suspiro. 
quando está no meio do dia 
e seu cabelo já está bagunçado 
e um fio caí sobre o seu rosto, 
eu suspiro. 
quando a gente se esbarra na porta 
e sorri no mesmo compasso, 
eu suspiro. 
quando nossas risadas 
soam sincronizadas 
e seu olhar encontra o meu, 
eu suspiro. 

quando você diz bom dia eu suspiro, 
seu tchau me faz suspirar também, 
o seu sorriso, 
seu olhar, 
como você anda 
ou chacoalha as pernas, 
quando passa a mão pelo cabelo 
ou se espreguiça, 
tudo em você me faz suspirar. 
inclusive pensar em você, 
como agora. 

19 agosto 2019

O Supremo Pedra, Papel e Tesoura: o jokenpô de uma maneira que você nunca viu


Imagine um torneio de Pedra, Papel e Tesoura, onde o vencedor ganha o direito de pedir um desejo ao seu bel prazer e, melhor, será realizado. É exatamente sobre isto esse mangá. Uma espécie de batalha para definir os melhores jogadores, com as melhores estratégias.

Ao total, são oito participantes na batalha por esta conquista do desejo realizado. Entre eles, um homem muito rico, uma garota que possui habilidades hipnóticas, um garoto que pode prevê cinco segundos do futuro, um jovem que tem a capacidade de ler mentes, um homem musculoso que acredita na força do deus dos músculos e, o melhor de todos, um estudante de um colégio qualquer do Japão que está ali por pura sorte.


O ponto principal e mais surpreendente desta obra está centrado das batalhas e estratégias dos personagens na hora das partidas. O Pedra, Papel e Tesoura ganha um ar diferente e mais emocionante. Cada um dos personagens que dispõe de suas respectivas habilidades demonstram suas estratégias, que giram completamente ao seu favor, claro. O mais intenso é o fator do ineditismo. Nunca é meio certo qual será o desfecho, o mangá sempre apresenta uma solução inusitada e surpreende.

Os traços parecem um esboço do que seria um futuro resultado final, o que talvez não agrade a muitos, todavia o mais importante é e sempre será a história abordada. Inicialmente tem-se a ideia de mais uma obra nonsense dos japoneses, mas ao dar uma chance e ler, é perceptível o quanto a obra tem potencial.

O mangá, de Inukorosuke, possui 10 capítulos disponíveis para leitura, ainda em desenvolvimento.



FICHA TÉCNICA


Nota do crítico: 
★★★★
Título: O Supreme Pedra, Papel e Tesoura
Gênero: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama, Esporte, Fantasia, Ficção, Mistério, Sobrenatural, Super Poderes
Autor/Organização: Inukorosuke
Estúdio: -----
Selo: ------
Ano: Em andamento
Sinopse: Está para começar uma das maiores competições que surgiu nesse planeta. O grande torneio de Pedra, Papel e Tesoura. Em um campeonato que apenas participam os maiores habilidosos e com os melhores poderes que você já viu. Entre ninja, médium, um telepata, detetive ou magnata do petróleo e entre outros... Quem será que leva essa competição.

16 agosto 2019

16.8.19 0

Sinto saudade...


Você deveria ser investigado
Preso e condenado
Por tomar os meus pensamentos
E fazer brotar no meu coração
Um sentimento que nem mesmo eu
Consigo explicar

Meu querido amor
Minha reta paralela

A menos de 24 horas te vi
E ainda assim, sinto sua falta


Queria poder te ver nesse exato instante
Queria poder te tocar
Te beijar
Sentir seu calor
Ouvi-lo me chamar por aquele apelido idiota
E dizer que me ama

Meu querido amor
Minha reta paralela

Você despertou em mim
Um sentimento que não consigo
Nem quero controlar

Preciso admitir
Estou condenada
Condenada a sentir sua falta
Toda vez que nos afastamos

Meu querido amor
Minha reta paralela

Agora é irrefutavelmente impossível negar
Que meu coração te escolheu
Para amar

Meu querido amor
Minha reta paralela

Sinto muito em dizer
Como juíza declaro
Que estamos condenados
A passar todos os dias que virão
Um ao lado do outro
Juntos
Para sempre
Esse é o veredito final