Entrevista - Géssica Marques

Por Nahh lima - 26 março

Hoje estou aqui para apresentar para vocês um conteúdo novo aqui no blog...nossa primeira entrevista com uma escritora.

Nossa autora parceira, Géssica Marques, se disponibilizou recentemente para responder algumas perguntas que separamos especialmente para ela. Mas antes de começar com as perguntas, gostaria de explicar a divisão que fiz para essa entrevista.

Irei separar a entrevista em duas partes, sendo a primeira com perguntas mais pessoais sobre a autora e a segunda parte com perguntas sobre o livro Porcelana.

GÉSSICA MARQUES



Quem é Géssica Marques? 

Nossa que pergunta difícil, acho que minha amiga diria assim: Géssica Marques é uma loba, bom, não fisicamente (óbvio), mas em sua personalidade. Sou sagitariana, tenho 20 anos e sou estudante de Design Gráfico. Tenho muita paciência e assim não me irrito fácil, gosto de ser objetiva e não ficar enrolando o que as vezes pode ser um problema.

Quais os seus hobbies?

Eu leio mangás e livros, cuido do meu blog, vejo anime, séries e filmes e, escrevo. Porém, cada coisa eu tenho um gosto diferente: os mangás e livros eu prefiro romances; animes eu gosto dos de ação; séries e filmes eu gosto de terror.

Quais os seus autores ou livros favoritos, aqueles que te inspiram?

J.R. Ward e Sylvia Day. A primeira pois ela escreve uma série de vampiros chamada Irmandade da Adaga Negra, atualmente são 13 livros dos quais eu já li 12. É completamente viciante, hot e intrigante.

Já a Sylvia Day eu gosto da forma como ela escreve o romance de Gideon e Eva na série Crossfire, aliás, o primeiro livro Toda Sua eu li em apenas uma noite! Não tem como parar depois que começa a ler.

Já havia tentado ou efetivamente escrito algum livro antes de escrever o livro Porcelana?

Sim. Muitos que tenho aqui estão pela metade e eu tenho um pronto que escrevi com uma amiga. Ela disse que eu poderia publicar se quisesse, mas há muito o que arrumar.

Qual o seu processo para escrever, seu ritual de escrita?

Eu preciso escolher uma música que represente exatamente o clima do livro que está naquele momento. Por exemplo, estou escrevendo um conto e a música que escolhi foi Cupid Carries a Gun de Marilyn Manson. Ela simplesmente me passa a aura necessária para aquele momento. Outra coisa, eu preciso fechar o Facebook senão quando dou uma pausa para pensar eu automaticamente vou lá e acabo esquecendo o que estava fazendo.

Recentemente um conto seu foi aprovado para fazer parte da antologia Muito Prazer. Qual foi a sensação de ter sido selecionada? Pode nos contar um pouco sobre esse conto?

A sensação foi ótima, pois eu tinha pensado que não havia ficado tão bom já que o tema da antologia Muito Prazer como o nome já insinua é sobre contos hot e cenas assim são um pouco difíceis de escrever. Quase pulei de alegria quando vi que eu havia sido selecionada!

Já tem algo em mente, algum projeto em que esteja trabalhando?

Sim, eu estou trabalhando em uma coleção de contos. E logo trarei novidades aos leitores ;D Já estou até trabalhando no segundo conto da coleção.

Além de escrever o livro Porcelana e os seus futuros projetos de escrita você possui um blog. Como é administrar o seu tempo entre essas duas tarefas?

Olha é realmente difícil já que eu tenho que fazer os posts quatro vezes na semana para o Cantinho Geek e tenho que ler os livros recebidos nas parcerias, além da faculdade e tal, mas eu de alguma forma consigo cumprir minhas metas. Eu geralmente programo os posts do Cantinho Geek nas datas e assim não fica nada de última hora e também não é sempre que estou escrevendo ai nessas horas estou lendo.

O que você, como escritora, almeja para o seu futuro?

Bom, nesse tempo tentando publicar o meu livro eu descobri algo: só vou conseguir quando arrumar um emprego ou estágio, mas vou continuar escrevendo e tentando publicar apesar de tudo.

LIVRO - PORCELANA



Como foi escrever o livro?

Foi um pouco difícil, pois eu havia iniciado a história há alguns anos e só agora me veio termina-la. Eu tive de reescrever tudo, pois inicialmente Violet era para ser a vilã de toda a trama e por isso ela ainda tem traços que lembram um vilão.

De onde veio a inspiração para escrever a história?

Se eu contar você não vai acreditar. (risos) Foi um sonho que eu tive, o primeiro capítulo do livro é puramente o meu sonho e eu pensei “porque não continuar?” e assim surgiu Porcelana.

De onde surgiu os personagens do livro? Eles são baseados em alguém?

Todos os meus personagens são baseados em algo e muitas vezes a semelhança é forte. Por exemplo, a personalidade da Sona eu peguei da personalidade de uma amiga minha e acredite em mim elas são idênticas. Aaron e Dorian eu tirei a partir de todas as leituras que tive para poder trabalhar a personalidade dos dois e eu amei o resultado. Já Violet... bom essa eu não vou contar!

Quando você começou a escrever a história, você tinha uma ideia e a levou até o fim ou durante a escrita o livro tomou um rumo diferente?

A ideia mudou e eu tive de reescrever muitas cenas para que tudo se encaixasse perfeitamente.

Quais as dificuldades em escrever o livro?

Acho que desenvolvê-la, como eu disse lá em cima eu sou muito objetiva e tenho MUITA dificuldade em alongar a história, tanto que em Porcelana talvez as coisas tenham acontecido um pouco rápido, mas estou tentando melhorar isso.

Quanto tempo levou para concluir o livro Porcelana?

Acho que uns quatro meses. Não foi muito pois uma amiga minha estava lendo e ela comentava sobre cada capítulo, assim eu tinha vontade de escrever mais só para ver o que ela achava.

A história do livro se passa no século XVIII e XIX, no que isso influenciou a escrita? Foi preciso fazer pesquisas sobre a época?

Sim! Eu usei essa época justamente para usar fatos históricos que aconteceram na cidade de Centralia, algo como misturar o irreal com o real. Eu tive de pesquisar costumes e como as pessoas reagiam à certas coisas também.

Por que resolveu lançar o seu livro de forma independente?

Eu estou tentando publicar por alguma editora e por isso estou fazendo o financiamento coletivo, pois eu recebi várias propostas, porém é caro publicar um livro. E se nada der certo eu publico de forma independente, muitos autores fazem isso já que muitas vezes é inviável fechar um contrato com alguma editora devido aos altos custos.

Bem, sei que a entrevista saiu um pouco grande, mas espero que tenham gostado e que assim tenham conhecido, junto comigo, mais curiosidades sobre a autora e o seu livro.

Não se esqueçam de acompanhar a autora no seu blog e rede social para mais notícias, e também de apoiar o projeto de publicação do seu livro Porcelana.


  • Compartilhar:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

4 comentários

  1. Oi, nós do blog As Faces de Amélia indicamos você para responder a TAG Liebster Award, segue o link da nossa postagem: http://www.asfacesdeamelia.com/2016/03/tag-liebster-award.html?m=1
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel
      Irei dar uma olhada na tag ;)
      Beijos

      Excluir
  2. Oiee!!
    Ficou tão amorzinho o post!
    Vou divulgar.

    Beijinhos.
    www.cantinhogeek.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Também gostei bastante desse post, foi muito legal pensar nas perguntas e depois descobrir
      as respostas para cada uma delas.
      Obrigado por se disponibilizar para responder as perguntas da entrevista. Beijos!!

      Excluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!