Galeria post recentes

TBR - Torneio MLV



Dessa vez não trouxe uma resenha, mas um assunto pelo qual eu estava louca para falar, a MLV 2017, para quem não conhece é a Maratona Literária de Verão, organizada pelo booktuber Victor Almeida do canal Geek Freak, esse ano a maratona é na verdade um torneio onde temos duas equipes: Crucio e Império, as inscrições já fecharam infelizmente, mas podem conferir mais sobre o vídeo de apresentação do Victor. Participei da MLI (Maratona Literária de Inverno) e espero que consiga ler tanto quanto, li 9 livros em um mês. 

Eu vim apresentar para vocês minha TBR (To be read) para os desafios propostos, infelizmente não consegui completar todos por motivos de não ter livros que se encaixavam. Vamos lá

1- Livro que enrolou o ano inteiro para ler.




Eu escolhi, Rainha Vermelha da Victoria, pois estou para lê-lo desde que lançou e nada até agora apesar de falarem super bem, to com os três livros lançados até agora, haha.




Sinopse:

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

2- Livro Indicado por algum dos organizadores




Para esse desafio eu escolhi A Desconstrução de Mara Dyer da Michelle, ele sempre foi muito bem falado no booktube e eu estava louca para lê-lo então juntei o útil ao agradável.




Sinopse:

Mara Dyer não sabe se é louca ou apenas assombrada. Tudo o que sabe é que tudo à sua volta morre. Basta ela querer... Mara Dyer acha impossível algo pior do que acordar em um hospital, sem memória. Ela acredita ter sido uma fatalidade o acidente que matou seus amigos e do qual ela escapou sem sequelas... físicas. E, depois de tudo o que aconteceu, ela acredita que seria impossível se apaixonar. Mara Dyer está errada...

3- Livro com algum personagem LGBT




Por mais que eu me envergonhe de dizer isso, não tenho nenhum livro com essa temática por aqui (Obs: Que não tenha sido lido), então escolhi Corte de Espinhos e Rosas da Sarah. 




Sinopse:

Nesse misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

4- Livro com a capa feia




Não preciso nem explicar o porque eu coloquei "Nu, de botas" depois dessa foto, não é mesmo? E além disso é um livro que está na minha estante a um tempo considerável e estava louca para descobrir se é bom ou não apesar da capa.



Sinopse:

Em Nu, de botas, Antonio Prata revisita as passagens mais marcantes de sua infância. As memórias são iluminações sobre os primeiros anos de vida do autor, narradas com a precisão e o humor a que seus milhares de leitores já se habituaram na Folha de S.Paulo, jornal em que Prata escreve semanalmente desde 2010.

Aos 36 anos, Prata é o cronista de maior destaque de sua geração e um dos maiores do país. São de sua lavra alguns bordões que já se tornaram populares - como “meio intelectual, meio de esquerda”, título de seu livro anterior e de um seus textos mais célebres -, bem como algumas das passagens mais bem-humoradas da novela global Avenida Brasil, em que atuou como colaborador de João Emanuel Carneiro. Prata também é um dos integrantes da edição Os melhores jovens escritores brasileiros, da revista inglesa Granta

As primeiras lembranças no quintal de casa, os amigos da vila, as férias na praia, o divórcio dos pais, o cometa Halley, Bozo e os desenhos animados da tevê, a primeira paixão, o sexo descoberto nas revistas pornográficas - toda a educação sentimental de um paulistano de classe média nascido nos anos 1970 aparece em Nu, de botas.
 
O que chama a atenção, contudo, é a peculiaridade do olhar. Os textos não são memórias do adulto que olha para trás e revê sua trajetória com nostalgia ou distanciamento. Ao contrário, o autor retrocede ao ponto de vista da criança, que se espanta com o mundo e a ele confere um sentido muito particular - cômico, misterioso, lírico, encantado.

5- Comprado em promoção




Rotas de colisão me veio logo a cabeça quando eu vi o tema, mas teria o encaixado no desafio 4 também, comprei ele na blackfriday na FNAC porque gostei da sinopse.




Sinopse:

Com a morte de sua jovem esposa, o físico Fin Canty tenta recuperar a fé, iniciando uma frenética busca para encontrar a famosa "Partícula de Deus", o que o faz entrar em rota de colisão com os interesses de outras pessoas e grupos que buscam uma forma de encontrar a prova definitiva da existência do Criador. Entretanto, após um violento roubo de carro, Fin é morto de forma misteriosa. Agora do outro lado da vida, Fin encontra respostas para alguns dos maiores mistérios da ciência, mas ele descobre que a alma de sua filha foi levada ao inferno, e ele fará o que estiver ao seu alcance para salvar a alma dela. A busca de Fin forja a criação de um buraco branco, canalizando matéria do Além e oferecendo prova definitiva da existência de outros mundos e da vida após a morte. Em uma luta final na qual ele terá que atravessar continentes e múltiplos planos de existência, Fin fará tudo para reunir sua família novamente, mesmo que isso exija o seu próprio sacrifício.

6- Livro que tenha só um nome no título





The 100, era o mais próximo que eu tinha de um único nome no título e estou com ele aqui a muito tempo então resolvi coloca-lo.





Sinopse:

Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.

A maratona tem início no dia 07 de Janeiro e dura duas semanas, não tenho lido nesses últimos dias por medo de ficar com ressaca antes da maratona, mas o último livro que li em Dezembro de 2016 foi Harry Potter e o Cálice de fogo, estou indo para o livro 5 que a propósito está em cima da minha mesa do computador, querem resenhas de Harry potter?

Bom, por hoje é só, espero que tenham gostado do post, eu gostei de escreve-lo e poder compartilhar com vocês um pouco mais do que apenas minhas opiniões literárias, beijos e até a próxima.


4 comentários

  1. Olá!
    Estou lendo atualmente A Rainha Vermelha e gostando bastante!!
    Já li A Desconstrução de Mara Dyer e é uma leitura boa demais. Espero que goste também!
    Boa leitura <3

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii

      Vindo de você essas opiniões tenho certeza que vou gostar sim, a propósito eu amo o seu blog! <3 Obrigada <3

      Excluir
  2. Oi Milena,
    Adorei o post. Quero ler Rainha Vermelha, e ainda não tinha lido a sinopse de Cortes de Espinhos e Rosas ♥ Vou procurar mais sobre o livro e comprar :)

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, obrigada <3 Eu ouvi falar muito bem de Corte de Espinhos e Rosas, alguns booktubers chegaram a dizer que foi o melhor livro que leram em 2016 então a expectativa está lá em cima, haha! Beijos, obrigada pelo comentário <3

      Excluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.