07 junho 2018

Crítica - Deadpool 2


Quem ai já foi ver Wade quebrar todas as regras nas telonas? Pois é, o cara chega novamente com piadas velhas que deram certo e as novas que arrasaram ainda mais. O foco do filme é bem claro, o humor, que é muito bem explorado na maior cara de pau. 

Nosso querido herói sacana, Deadpool (Ryan Reynolds), trás para essa trama um pouco de drama para misturar com suas piadas sem pudor - filme para maiores de dezesseis anos - ele acaba perdendo sua amada Vanessa (Morena Baccarin) cruelmente num momento muito importante da vida do casal, e com isso ele fica sem saber o que fazer da vida, brincando de se matar como hobby

Isso acaba o levando para a casa dos mutantes e aí a trama se desenrola com boas risadas e o drama escondidinho, até que Deadpool resolve formar uma equipe, uma equipe sensacional, a X-Force! Unindo heróis com os mais diferentes poderes sobrenaturais, como a sorte! É isso mesmo. Dominó (Zazie Beetz) chega para dar um brilho a mais à Deadpool 2, uma personagem realmente engraçada que ganha a cena com sua sorte incrível. 


O filme não tem exatamente um vilão, Cable (Josh Brolin) é um mutante que viaja no tempo para impedir que algo aconteça, algo que destruiu o futuro dele, então ele dá de cara com deadpool, porém na minha opinião Cable não é um vilão, é um justiceiro, ele só quer concertar as coisas - de um modo um tanto violento - mas ele quer fazer o bem, então fica difícil dizer que ele é um vilão se é que me entendem kkk'.

Devo dizer também que Wade, nesse segundo filme, não sabe muito bem o que quer, até metade do filme nos vemos essa indecisão na trama, claro que o humor nos faz não prestar muita atenção nesse quesito e levando em consideração que esse é o lance do filme, tudo bem. 

Porém já para o final da trama, quando Wade já sabe por qual caminho seguir, podemos além da comédia - que foi natural, devido aos personagens já trazerem isso consigo - ver realmente sobre o que a história quer contar, sobre o lado mais humano de Wade e aí confesso pra vocês que apesar de ser um filme de comédia, derramei algumas lágrimas. 

O que conseguimos ver é que apesar do foco ser a comédia, a história que o filme nos conta é muito boa e fica um pouco escondida, se mostrando totalmente só no final da trama, por um lado é bom já que podemos curtir bastante a comédia, e por outro nem tanto, já que ganhamos uma bolada na cara que acaba com as gargalhadas, quando vemos o desfecho da história que vai se desenrolando escondidinha no meio de tantas piadas. 


Em geral, posso dizer que foi um filme muito bom, vale a pena ir conferir não somente as piadas mas a história por trás delas. 

FICHA TÉCNICA    

Nota do crítico: ★★★
Título original: Deadpool 2
Origem: Estados Unidos
Gênero: Ação/Comédia
Duração: 119 min
Trailer: Clique Aqui
Direção: David Leitch
Ano: 2018
Sinopse: Depois de sobreviver a um ataque bovino quase fatal, um chefe de cafeteria desfigurado (Wade Wilson) luta para alcançar seu sonho de se tornar o barman mais quente de Mayberry, enquanto também aprende a lidar com sua perda de paladar. Procurando reencontrar seu gosto pela vida, junto com um capacitor de fluxo, Wade precisa lutar contra ninjas, Yakuza, e uma alcateia de caninos sexualmente agressivos, enquanto faz uma jornada pelo mundo para descobrir a importância da família, amizade e sabor – encontrando um novo gosto para a aventura e ganhando o cobiçado título de Melhor Amante do Mundo em sua caneca de café.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!