04 julho 2018

3x | Sorte |


Acho que todo mundo sabe a definição de sorte, não é mesmo? Mas por desencargo de consciência e para dar ênfase ao texto, vejamos o conceito no dicionário.

Segundo o dicionário, sorte é... "uma força invencível a que se atribuem o rumo e os diversos acontecimentos da vida; destino, fado."

Definição interessante, não é mesmo? Uma pena que as pessoas muitas vezes usam esse conceito como uma desculpa para não se esforçar para alcançar um determinado objetivo, ou então como uma justificativa para as conquistas da outra pessoa que está se saindo bem.

Com isso em mente, minha proposta agora é: pare por um momento e reflita... Quantas vezes você já desistiu de tentar algo por que achou que para conseguir teria que ter sorte? Quantas oportunidades você já deixou passar por causa sorte? Quantas vezes você já utilizou a sorte como desculpa para o seu fracasso?

Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, acho melhor você repensar um pouco mais sobre as suas ações e decisões. Entenda... não estou dizendo que não existe essa coisa de sorte, não é isso que quero discutir hoje, o que estou dizendo é que por mais que exista essa tal força misteriosa, ela não fará tudo por você. Além do mais, na minha humilde opinião, contar com uma "força invencível", com algo que não se pode controlar ou prever, não é a maneira mais sensata de se ligar com a sua vida.

Eu sei que até agora o texto parece meio negativo, contudo, achei necessário acrescentar esses pontos para que entendam melhor o que quero dizer. Minha intenção aqui não é criticar ninguém por suas escolhas, mas, sim, compartilhar o meu ponto de vista.

O que estou tentando dizer, de uma forma bem enrolada "diga-se de passagem", é que, tirando alguns casos extraordinários, tanto o seu sucesso quanto o seu fracasso, são de responsabilidade sua. Por que? Porque só você é capaz de definir que caminhos seguir. As escolhas sobre o que será o seu futuro, só você é capaz de fazer. A quantidade de esforço e comprometimento, só você é capaz de decidir.

Ilustrando isso de uma forma mais prática... Suponha que a sua intenção é aprender uma língua ou a tocar um instrumento. Só você é capaz de correr atrás, se dedicar e aprender, não é mesmo? Não é possível que alguém gaste horas e horas treinando e no final, você que recebe o conhecimento. 

É por isso que eu digo que o seu fracasso ou sucesso é de sua responsabilidade. Portando, minha proposta é... pense agora, com cuidado, sobre o que você quer do seu futuro. E pense também sobre o que você está fazendo para alcançar aquilo que deseja. Por que no final das contas, se lá na frente as coisas não derem certo por você não ter se esforçado o suficiente, a única pessoa a qual poderá culpar, é a si mesmo.

O que você acha dessa opinião? Concorda? Não concorda? Pode falar!!


2 comentários:

  1. Olá Nahh!!!
    Estou aqui maravilhada com tudo que você disse e concordo plenamente. Apesar que algumas vezes a gente esquece disso e diz que a culpa é da nossa sorte, porém é sempre relembrar que algumas coisas são escolhas nossas e não é culpa da sorte se o que queremos não acontece como desejamos.
    Adorei o texto e meio puxãozinho de orelha.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isa
      Verdade, é bem um puxão de orelha mesmo. Mas as vezes isso é bom, não é mesmo? Nos faz lembrar, pensar e voltar aos eixos.
      Que bom que gostou do texto.

      Beijos!!

      Excluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!