13 março 2019

Querido Diário


O dia havia começado pior do que eu esperava. Pra começar quando levantei da cama bati meu dedinho na penteadeira (que dor!). O dia que começa com você batendo seu dedo na penteadeira dificilmente será um bom dia. Dito e feito.

Aconteceram todos os tipos de coisas que passam naqueles filmes de pessoas azaradas. Estava me sentindo realmente em um filme de comédia/drama. O trajeto da minha casa até o trabalho parecia um campo de guerra contra mim. Foi ônibus perdido, tropeços e um quase tombo na frente de dezenas de pessoas no meio da avenida. Café derramado na roupa que era branca (BRANCA), e ainda levei um puxão de orelha da minha chefe por me atrasar .

No fim do dia, depois de uma enorme correria naquele escritório, eu estava cansada pra caramba e sai correndo para não perder o ônibus de novo. E adivinhem só? Perdi igual. Cheguei em casa duas horas mais tarde que de costume. Cansada demais pra cozinhar, pedi um lanche.

Quando a comida chegou desci na recepção do prédio para pegar, paguei e agradeci o moço. Quando olhei para o lado na pracinha em frente ao meu prédio vi uma pessoa ajudando um mendigo, a pessoa levou roupas e comida e pelo que entendi, pelo adesivo no carro dessa moça (de uma casa de recuperação) ela queria dar um lugar melhor para ele morar. Fiquei observando, até o mendigo se levantar e entrar no carro com a moça, pareceu aceitar a proposta dela. Fiquei muito feliz e sorri sozinha, olhando para o céu e agradecendo por tudo que eu tinha.

Uma vozinha bem no fundo do meu coração dizia: "Viu só? Você não é a pessoa mais azarada do mundo não". Por mais que meu dia tivesse sido ruim, eu tinha uma casa para onde voltar, comida boa para comer, podia tomar um bom banho, e essas coisas tão simples tem um valor tão grande. Estou aprendendo a agradecer mais.  E todos os dias ruins que tiver a partir de hoje, irei voltar nesta página e ler novamente. Por hoje é isso. 


8 comentários:

  1. Isso já aconteceu comigo e daí é que paramos pra ver o quanto reclamamos por besteiras se comparado àqueles que não tem nada né? Vamos ser gratas sempre por tudo, por menor que seja! Um dia lindo pra ti :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é extamente isso Monyque ! Gratidão é a chave da vida, beijoss !

      Excluir
  2. As vezes o dia e tão ruim que acabamos esquecendo de agradecer pelas coisas mais importantes, né? Um local confortável pra morar, pessoas que se importam conosco, dentre outras coisas...

    Iasmin Guimarães | E agora?

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabi, tudo bem?
    Adorei o relato/crônica. Achei tão bonito o final, a ideia de que não somos tão azarados como muitas vezes um dia ruim faz parecer, sabe? Vou tentar levar isso pra vida também, porque às vezes sou meio negativa, admito hahaha!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Olá Gabi!!!
    Adorei o texto e como realmente deixamos de valorizar as coisas boas em nossa vida, pois só vemos o lado ruim da mesma.
    Temos que ser gratos e passar a olhar nossa vida e ver tudo de bom que existe nela ^^

    lereliterari.blogspot.com

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!