15 abril 2019

Resenha # - Diário de um Banana: Bons Tempos


Surpreendentemente, Diário de um Banana: Bons Tempos, foi uma leitura para lá de prazerosa. Um livro curto e engraçado, que me rendeu ótimos momentos durante toda a leitura, e ainda por cima, me deixou com vontade de correr atrás dos outros volumes da série.
Aposto que nossos ancestrais ficariam decepcionados com o que nos tornamos. Mas, depois que inventaram o ar-condicionado, não tem mais volta.

É com um bom toque de humor que acompanhamos uma parte da vida do Gregory e de sua família, composta pelo Rodrick (irmão mais velho), Manny (irmão mais novo), seu avô (que acaba de se mudar para sua casa), seu pai e sua mãe, e o porco (animal de estimação da família que anda sobre duas patas e usa calça).

Narrado em primeira pessoa e sob a temática "bons tempos", somos conduzidos a algumas situações da vida do Gregory onde vemos ele se deparar com o famoso clichê, bastante usado pelos mais velhos, de que na época da juventude deles é que eram bons tempos, que as crianças de hoje estão presas a tecnologia... e etc. Tenho certeza que já ouviram algo do tipo, não é mesmo? Ou até mesmo vocês já tenha dito algo nesse sentido.

Com base nessa premissa, ele é levado a fazer coisas e experimentar passar pelas mesmas experiências pela qual os mais velhos já vivenciaram. E é aí que nos divertimos, ao acompanhar as diversas enrascadas em que ele se mete.


Para quem não sabe, Diário de um Banana, é uma série de livros do autor Jeff Kinney, com diversos livros já publicados.

Apesar de ser uma série bem conhecida, esse é o meu primeiro contato com os livros, pois, anteriormente, havia assistido ao filme e não gostei do que vi, e só agora decidi dar uma chance para os livros. O que me leva a dizer... "Não julgue o livro pelo filme" kkk.

Bem... mesmo que esse seja o 10º volume, acho importante dizer também que não me senti perdida durante a leitura, pois os personagens iam sendo apresentados no decorrer da narrativa. O que me deixou com a impressão de que os livros possam ser lidos fora de ordem. Contudo, não darei certeza sobre isso para vocês, afinal, ainda não li os demais volumes.
Antigamente, as pessoas eram bem mais DURONAS do que hoje em dia.
Mas os seres humanos EVOLUÍRAM, e agora precisamos de coisas como escovas de dentes elétricas, shoppings e sorvete de casquinha para sobreviver.
Além disso, também gostaria de deixar aqui mais alguns pontos que gostei no livro. O primeiro deles é o fato da obra conter diversas ilustrações em suas páginas, que complementam e divertem ainda mais durante a leitura.

O segundo ponto é a relação do Gregory e dos membros da família, entre si. Acho bacana ver a forma como eles apoiam e cuidam uns dos outros. E por último, devo dizer que adorei a temática desse volume, me identifiquei em algumas partes com o Gregory e em partes com os membros mais velhos (pelo menos no que diz respeito a frase "bons e velhos tempos").


Com relação a diagramação e a capa do livro, não tenho do que reclamar, essa edição é em capa dura e com folhas amareladas. E além disso, e das inúmeras ilustrações no decorrer da obra, ainda tiveram o cuidado de colocar linhas nas páginas e de escolher uma fonte mais cursiva, dando a sensação de que realmente estava folheando o diário do Gregory, o que, particularmente, achei excelente. Um charme a mais ao livro!

Por isso, e por todos os demais tópicos que elenquei nessa resenha, digo que recomendo que deem uma chance a série Diário de um Banana. Essa é uma boa pedida para uma leitura divertida e rápida, para quem quer descontrair.
FICHA TÉCNICA  

Nota do crítico: ★★★★☆♡
Título: Diário de um Banana - Bons Tempos
Série: Diário de um Banana
Volume: #10
Gênero: Infantojuvenil
Autor/Organização: Jeff Kinney
Editora: V&R
Selo: ------
Páginas: 224
Ano: 2016 (3ª edição)
Sinopse: A vida era melhor antigamente. Bem, pelo menos é o que dizem.
Mas Greg Heffley, um garoto bastante acostumado ao conforto do mundo moderno, não concorda muito com isso.
E uma decisão polêmica vai colocar o seu paraíso tecnológico em curto-circuito: todos em sua cidade resolvem dar um tempo dos aparelhos eletrônicos.
Dentro e fora de casa, Greg terá que enfrentar o dia a dia à moda antiga. Será que ele vai conseguir sobreviver do mesmo jeitinho que se fazia nos “bons e velhos tempos”?


2 comentários:

  1. Esses livros são verdadeiros clássicos, sempre vejo resenhas sobre eles, mas acredita que ainda não li nenhum? :O

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaila
      Pois é, eu também tava assim até pouco tempo atrás. Esse é o primeiro da série que leio. Se soubesse que era divertido assim, teria começado a ler antes. Acho que fiquei receosa por causa do filme, que achei bem fraquinho.

      Beijos!!

      Excluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!