Carta de Suicidio

Por Gabrieli Andrade - 18 abril


Não era só "uma fase". Eu não estava procurando chamar a atenção de ninguém. Eu só queria sair desse buraco que fui caindo aos poucos, mas... eu não consegui. E sinto muito pelo o que estou causando em vocês, mas essa foi a única saída que encontrei. Eu juro, não queria... Eu não aguentava mais.

Mãe, eu não estava fazendo drama, eu só queria que a senhora me entendesse. Pai, eu sei que já sou independente demais pra ficar chorando pelos cantos, mas eu não conseguia mais sorrir. Irmã, eu te amo e eu sinto muito... Eu não quero nais sofrer e nem fazer vocês sofrerem por mim. Eu só não quero mais... eu sinto muito. 

Calma, isso não é uma verdadeira carta de suicídio. Se assustou? Isso acontece de verdade, a cada segundo, jovens estão tirando suas próprias vidas, estão clamando por ajuda, e estão sendo ignorados. NÃO é só uma fase, NÃO é coisa de adolescente, NÃO é frescura!

Já passou da hora de nossa sociedade acordar, depressão é uma DOENÇA e precisa ser tratada. Não ignore seu filho quando ele diz que não está bem, não deixe de lado achando que vai passar quando sua  filha te diz que precisa de ajuda. Não ignore o comportamento solitário de um amigo ou amiga.

E vocês, que estão passando por alguma situação assim, por favor, peçam ajuda. Procurem alguém de confiança, conversem, não se entreguem! Eu, vou estar sempre aqui, se precisarem de uma amiga, de um conselho.

Já está na hora de pararmos de ser hipócritas e começar a estender a mão a quem precisa do nosso abraço.

  • Compartilhar:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!