02 agosto 2018

♫ SOLTA O PLAY ►♫ | Holland - O primeiro cantor de k-pop assumidamente gay


Dessa vez, para o projeto SOLTA O PLAY, aqui do blog, ao invés de trazer uma música, decidi indicar um cantor que está começando a sua carreira agora e está ganhando bastante atenção da mídia nesses últimos meses.

A minha indicação é o cantor sul-coreano de k-pop, Holland, que com apenas 22 anos de idade já fez um alvoroço nas redes sociais com o seu primeiro M/V (music vídeo), intitulado Neverland.

Tá. Ok. Mas o que tem de mais nesse cantor? Por que todo esse alvoroço? Você deve estar se perguntando.

Um dos fatores para toda essa repercussão do cantor é porque ele é o primeiro cantor de k-pop assumidamente gay da Coreia e também por carregar em sua carreira a bandeira do homossexualismo, da comunidade LGBT e da representatividade no geral.

Para Coreia do Sul esse é um grande choque, afinal, a sua sociedade ainda é muito conservadora. Por esse fato, muitas pessoas estão apoiando o cantor, principalmente fora do país, onde o seu reconhecimento é maior. Inclusive, onde o cantor está tendo bastante apoio é aqui no Brasil, tanto que, ele chegou a dizer que pretende aprender português para poder se comunicar com os seus fãs. Ele não é um fofo? *-*

Agora que conhecem um pouco mais sobre o cantor e a polêmica que envolve a sua carreira, vamos conferir as músicas que foram lançadas até o momento...

⬐ M/V's - HOLLAND

O primeiro lançamento do Holland aconteceu em janeiro desse ano (2018), com o M/V Neverland, que fez um enorme sucesso, atualmente contando com mais de 10 milhões de visualizações no Youtube.

A música, que bateu a marca de 1 milhão de visualizações em 24 horas, fala abertamente sobre a sua sexualidade, sobre a vontade de fugir para a "Terra do Nunca", um lugar de felicidade, onde você não mais terá que ouvir as pessoas falando coisas ruins. Um mundo sem preconceitos, onde as pessoas não precisam ter que enfrentar dificuldades apenas por serem diferentes do  que a sociedade conservadora julga ser o certo.

"Agora não temos que ouvi-los. Acho que podemos fazer isso. Você pegaria minha mão para sairmos pela janela? Procurando um arco-íris para voar. (...) Vivendo à minha maneira. Afinal de contas, não vou chorar na 'Terra do Nunca'.".

O vídeo ficou muito bonito, além de super fofo, mostra a história de um casal homossexual.  Mas como estamos falando da Coreia do Sul e sua cultura conservadora, o clipe causou um certo espanto e polêmica nas pessoas, e por causa do beijo que acontece no vídeo, ele chegou a ter classificação indicativa para maiores de 19 anos por lá, o que é uma pena. Contudo, isso não fez muita diferença, pois ainda assim, o M/V se tornou um sucesso.


Alguns dias depois do lançamento do seu primeiro M/V, foi disponibilizado em seu canal oficial a versão remix do single Neverland, que também ficou muito boa (na minha opinião kkk).


Se o primeiro M/V do cantor sul coreano, Holland, não foi suficiente para mostrar para que ele veio, se não foi o bastante para abordar a representatividade LGBTQ+  e causar alvoroço, então aqui está o seu segundo M/V, que pode ser resumido em apenas uma palavra, REPRESENTATIVIDADE.

No começo do mês de julho, o cantor lançou um novo M/V, intitulado I'm Not Afraid, que atualmente conta com mais de 2 milhões de visualizações no Youtube, e que também foi um escândalo, principalmente por conta do beijo que acontece entre o cantor e o ator. E devo dizer... "Que beijo foi esse meu povo? Arrasou!!"

Enquanto a letra da música fala literalmente sobre não ter mais medo de ser ele mesmo, o vídeo vem para dar ênfase a representatividade que existe nesse mundo em que vivemos, nele vemos diversas pessoas se reunindo para uma festa, entre eles, gays, lésbicas, drag queen, brancos, negros... enfim, muita diversidade.


Agora vamos para o último M/V lançado pelo cantor, até a atual data de lançamento desse post...

Intitulado I'm So Afraid, a nova música do cantor foi lançada em meados do meio do mês de julho e conta atualmente com mais de meio milhão de visualizações. O novo single vem como uma contrapartida, um outro lado da história contada em I'm Not Afraid. 

Em I'm So Afraid o cantor aborda o medo. Medo se abrir para o mundo e mostrar quem ele realmente é. Medo da reação das pessoas, principalmente das pessoas a sua volta.


Eu sei que o post está longo, mas eu não poderia terminá-lo sem deixar aqui a minha opinião. Eu gostaria de dizer que estou muito contente com o cantor e torço muito pela sua carreira. E também, espero que ele seja o primeiro de muitos outros cantores a se assumirem ou, pelo menos, abraçarem essa luta contra o preconceito. Espero pelo dia em que o fato de alguém se assumir não seja um choque para as pessoas, não seja relevante, que não exista mais todo esse preconceito. 

Enfim... era isso. Beijos a todos!!



2 comentários:

  1. Olá Nahh!!!
    Adorei o post e sim também desejo muito sucesso para o cantor e que mais pessoas da indústria se assumam, ou abracem a causa.
    Também faço das suas palavras a minha, pois espero que um dia nosso mundo pare de ter que precisar se assumir sobre algo que não precisa se assumir e que seja visto todo mundo com igual.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isa
      Adorei o seu comentário, fico sempre feliz em encontrar pessoas que também pensam como eu.
      Vamos torcer para que esse mundo melhor chegue logo ♥

      Beijão!!

      Excluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!