12 dezembro 2018

Os pilares dos jogos | História


Introdução

Nesse post trataremos da história de um jogo, como é formada? quais os tópicos para uma boa história? E para quem ainda não conhece a série, temos o primeiro post sobre narrativa já.


História 

A grande diferença entre escrever a historia para um jogo e escrever a historia para um livro ou filme é que quando você escreve para um livro ou filme, a história segue um padrão clássico, você escreve para uma audiência passiva, uma audiência que vai estar ali observando a sua história. Já em um jogo não funciona assim, porque o jogador vai estar interagindo com a história o tempo todo. 

As histórias dos jogos grandes geralmente são tão grandiosas que competem com um livro, como exemplo temos a história de The witcher 3 que ganhou o jogo do ano em 2015 e que até hoje tem uma das melhores histórias que eu já vi. 

Tendo uma narrativa literalmente derivada das ficções dos Pulp detectives, que são da década de 30 nos EUA, que tem ali a grande depressão e uma sociedade extremamente dinâmica e em The witcher 3 nós temos isso, temos uma grande recessão e embora a história nos seja apresentada é possível sentir que está fazendo a diferença, que está contribuindo para ao andamento da história. 

E por isso que esse jogo tem uma das melhores histórias, porque embora seja uma história maravilhosa ela é incompleta sem você e é essa a sensação principal que quando estivermos escrevendo em um jogo devemos transmitir, dar a sensação de que aquele mundo é incompleto sem o jogador. 

Isso parece muito difícil, mas quando paramos para analisar não é tão complicado entender isso. Vamos pegar o exemplo de Harry Potter, ele é o garoto da profecia, destinado a lutar contra Voldemort. Removemos o personagem Harry e fazemos a história funcionar sem ele e depois o colocamos de volta para fazer toda a história se entrelaçar e se encaminhar, finalizando no clímax, derrotando Voldemort. 

E essa é a função de um escritor de jogos, é fazer com que o jogador sinta-se a peça fundamental do mundo em que ele está. 



Um comentário:

  1. Olá Henrique!!!
    Eu gosto de games, mas não sou uma jogadora assídua principalmente que sempre sou péssima em jogos longos mas admito que amo ver meus amigos jogando e me envolvo com as histórias dos jogos que são narrados acho que por isso amo os jogos de Assassins Creed e leio os livros que narram as histórias do jogo.
    Adorei o post de verdade ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!