24 junho 2019

Primeiras impressões: GTO – Great Teacher Onizuka | O professor mais alternativo do universo

O mangá, em publicação pela editora New Pop, aqui no Brasil, atualmente está no seu 11º volume.


Eikichi Onizuka e a decisão de se tornar um "super" professor

Eikichi Onizuka, 22 anos de idade, veio ao Japão em busca de uma vida de sucesso e estabilidade financeira. Todavia, a única coisa que encontra é um emprego medíocre e uma vida triste. Formado na faculdade Eurásia, uma das menos renomadas do país, ele passa seus dias sentado abaixo de uma escadaria espiando as calcinhas das colegiais que passam por ali. Essa tem sido a rotina de Onizuka.

Com seu jeito delinquente, cabelo loiro e brincos, Onizuka não costuma passar uma boa impressão para as pessoas, principalmente quando o assunto é entrevistas de emprego, no qual as pessoas o taxam como “sem qualificação e/ou requisitos necessários”, sem mencionar o comportamento totalmente despojado e inapropriado dele. Ainda assim ele consegue ser carismático e despertar nas pessoas um vestígio de fé, fazendo com que possam acreditar no potencial que ele possui.

Em uma dessas rotinas de Onizuka, enquanto olhava para as calcinhas das estudantes, uma em particular veio a ele e começou a o indagar. A partir daí, para impressionar essa garota, ele começa a apresentar a ela uma pseudo vida. Ele dizia que tinha vários carros luxuosos, muito dinheiro, tudo o que uma garota, do tipo interesseira, poderia querer de um homem de sucesso. Onizuka chegou até a roubar um carro de fato. Quando, enfim, a leva para um karaokê e as coisas começam a parecer darem certo, um homem bem mais velho que Onizuka grita pela menina, do lado de fora do prédio. A garota, tomada por euforia, pula nos braços do senhor que, descobrimos mais tarde, ser um professor. Nesse momento Onizuka decide se tornar um professor.


Os primeiros passos como professor

Após a decisão de se tornar um professor, os objetivos priori de Onizuka estavam focados nos seus últimos acontecimentos, que se relacionava com seu envolvimento com a colegial. Sendo professor, estaria mais próximo de garotas mais novas que ele e não chamaria a atenção por ele ser mais velho e, de quebra, quando estivesse com 40 anos, poderia estar casado com uma jovem de 20. O lado pervertido de Onizuka o impulsionou a esse objetivo.

Após decisão tomada, ele entra para uma espécie de curso, onde era ensinado os primeiros passos básicos para aqueles que queriam se tornar professores. Nesse curso, ele conheceu uma pessoa que tinha basicamente os mesmos interesses que ele, porém um pouco mais a frente do seu tempo. Era um cara que estava na turma a vários anos e nunca havia concluído a capacitação para professor. Esse homem estava ali apenas para pegar colegiais. Ele contou a Onizuka que aquele era o melhor caminho e que ela já havia ficado com mais de quatorze garotas, por isso nunca havia se formado.

O cerne do objetivo dele não era a formatura, mas sim os benefícios de estar ali, rodeado por lindas garotas colegiais. Claro que o nosso querido e pervertido Onizuka se apaixona pela ideia e cogita consigo mesmo que realmente fez a escolha certa. Por algum milagre do destino, ao final do curso, Onizuka deixou de lado seus desejos eróticos e acabou se formando. O primeiro passo para se tornar um professor de fato havia acontecido. Agora, bastava apenas Onizuka fazer uma prova e passar em uma entrevista de emprego (o que era praticamente impossível), mas ele estava obstinado a conquistar seu objetivo.

Nesse meio tempo, altos e baixos aconteceram para Onizuka, chegando até mesmo a desistir de ser um professor (GTO [Great Teacher Onizuka]) e passar a se chamar GDO (Great Driver Onizuka), marcando o período em que ele passou a dirigir um caminhão, fazendo entregas pelas cidades. Mas isso logo acabou quando recebeu uma ligação de uma diretora de um dos colégios particulares mais renomados do país, oferecendo a ele uma proposta de emprego. Claro que existe todo um contexto para essa situação, porém é mais interessante ler e acompanhar de perto.

E assim, Onizuka se torna um professor.


Os primeiros obstáculos e as primeiras conquistas

Após assumir o cargo como professor nessa escola, Onizuka se responsabiliza pela classe que é totalmente mal falada pelos professores e também alunos da escola. Boatos que rondavam os corredores diziam que professores procuraram até o suicídio, justamente por não conseguir suportar essa tal classe. O primeiro desafio de nosso mestre iniciava-se naquele momento.

Os primeiros dias foram difíceis, onde armaram para ele. Um dos alunos que eram perito em manipulação de imagens, pegou uma foto dele e photoshopou com um cenário erótico masoquista. Após criar esta edição, espalhou por toda a escola, sabotando a reputação de Onizuka. Esse foi o primeiro obstáculo que ele enfrentou. Mas com seu jeito malandro e esperto, afinal ele também já esteve sentado em uma daquelas cadeiras, fazendo as mesmas coisas que esses moleques, ele subverteu a situação e, aos poucos, conseguiu chamar a atenção desses “alunos insuportáveis” e criando laços de amizade e confiança.

Enquanto essas coisas vão sendo apresentadas, questões como o bullying também são abordadas na trama. Um desses personagens que sofre com este problema tentou o suicídio duas vezes, sendo que em ambas Onizuka o impediu e o salvou da morte. Esse se torna um dos principais problemas de Onizuka como professor responsável de uma classe.


Sobre os mangás de GTO no brasil e considerações finais

O mangá está sendo distribuído pela editora New Pop que, atualmente, laçou o volume número 11. Os lançamentos acontecem de forma mensal. Os traços, desenhados com uma ênfase absurda em alguns momentos, evidência com mais veemência os sentimentos dos personagens. Considero a obra uma ótima indicação para pessoas que curtem o gênero de comédia.

FICHA TÉCNICA 

Nota do crítico: ★★★★★♡
Título: GTO
Outros títulos: Great Teacher Onizuka
Volume: 11 (em andamento)
Capítulos: -----
Gênero: Shonen, Ação, Comédia, Ecchi, Escolar
Autor/Organização: Tohru Fujisawa
Editora: NewPop
Selo: ------
Páginas: ----
Ano: 16 de Maio de 1997 – 17 de Abril de 2002
Sinopse: A história gira em torno de Eikichi Onizuka, um homem de 22 anos que, no passado, foi um delinquente e líder de uma gangue de motociclistas. Depois de se formar em uma faculdade de quinta-categoria em Estudos Sociais, Onizuka resolve se tornar um professor, mesmo não tendo a mínima aptidão para o cargo. Com muito sacrifício, ele consegue um emprego num colégio e começa a dar aula para uma turma nem um pouco disciplinada. Utilizando métodos pouco convencionais, ele procura colocar seus alunos na linha, tornando-se amigo, compreendendo-os e mostrando a eles que um professor também possui sentimentos. E, claro, aproveitando pra ver as garotas de uniforme escolar e tentar conquistar Azusa Fuyutsuki, uma professora da mesma escola.


18 comentários:

  1. Faz tempo que não leio um bom mangá Shonen. Dica anotada!


    Beijos, Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse aí vale muito a pena! Se tiver meio que a mercê da vida, pode até te motivar e te oferecer um norte profissionalmente. Bem da hora!

      Forte abraço!

      Excluir
  2. Eu não tenho o habito de consumir esse tipo de literatura, acho que é porque nunca tentei, mas tenho visto muita coisa legal sobre essa cultura dos mangás e tal.
    Esse em especifico não me agradou muito porque eu sou professora e, por natureza, sou a rainha da problematização, então achoque não seria uma boa leitura pra mim ainda, mas sua resenha ficou sensacional!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que pesar na balança também a diferença do ofício de um país para outro, não é mesmo?! Aqui tudo é mais problematizado, mas torço para que um dia você possar querer ler esta obra, é muito boa. E muito obrigado pelo elogio.

      Forte abraço!

      Excluir
  3. Oiii

    Meu marido adora mangás, vou anotar essa dica pra ele, principalmente por ter comédia, algo sempre bom pra entreter e relaxar, a premissa tb é bem bacana e o fato d estar sendo publicado de forma constante, mensalmente, anima bastante, assim não temos que esperar muito pelo próximo.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alice. Pode recomendar, ele vai gostar muito! Esse lance de ser mensal também me agrada muito. Caso ele tenha muita pressa, ele pode ler por scan, tem ele completo na internet.

      Forte abraço!

      Excluir
  4. Oi, num primeiro momento eu não estava curtindo o personagem por suas ideias pervertidas, mas parece que há certa mudança nele e achei interessante como ele pode fazer uma diferença positiva na vida dos alunos problemáticos. Gostei de conhecer a obra pelo seu post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade... o Onizuka é meio depravado, mas ele é um personagem progressivo. Conforme a trama desenvolve, ele acaba crescendo também, mas continua um "molequinho" lá no fundo. Recomendo a leitura. E Muito obrigado pelo elogio.

      Forte abraço!

      Excluir
  5. Faz tempo que não leio mangá. Esse protagonista me lembrou levemente o Ichigo de Bleach, apesar de não ter muito a ver.

    Obrigado pela recomendação!


    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca vi Bleach seriamente, mas dizem ser muito bom. Quando a GTO, acompanhe pelo menos os primeiros capítulos do mangá, você vai gostar do personagem.

      Forte abraço!

      Excluir
  6. Oi, tudo bem? Gosto de mangas, mas faz tempo que não os leio. Acho que leria este, apesar de parecer meio sinistro hehe. Gostei de a mente do protagonista não ser toda certinha, acho que ele ganha muito com isso como um bom personagem complexo. Adorei a dica, obrigada!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um ótimo mangá, gosto muito dele. Me divirto pra caramba a cada capítulo. Dê uma chance ao Onizuka, acredito que não irá se arrepender!

      Forte abraço!

      Excluir
  7. eu não conhecia esse mangá, mas o traço me lembra o traço do mangaka de gengi pés descalços.

    ResponderExcluir
  8. Tem uma certa semelhança nos traços. Recomendo que leia, a história super vale a pena de ser acompanhada.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  9. Achei esse mangá muito, muito interessante para trabalhar com os jovens que estão prestes a entrarem no mundo do trabalho e com os quais estou todos os dias. O fato de abordar temas absolutamente relevantes me encantou.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onizuka tem uma metodologia didática totalmente alternativa, é isso que chama a atenção dos jovens. Claro que isso não pode se aplicar a tudo, mas sabendo ponderar, o alcance e melhora significativa na aprendizagem é alarmante. Recomendo a leitura deste mangá, você irá gostar.

      Forte abraço!

      Excluir
  10. Olá, tudo bem? GTO chamou minha atenção desde que soube do lançamento no BR, mas como sei que a NewPop demora demais a terminar suas séries, estou esperando finalizar para ler. Tenho grandes expectativas, e suas primeiras impressões me deixou mais animada ainda. Espero também curtir!
    Abraços,
    http://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana, tudo bem? Esse mangá realmente é muito bom. Fora a versão física, acredito que ele esteja completo na internet, se você gostar de ler por scan. Se não estou equivocado, a NewPop está lançando ele mensalmente, o que já dá uma boa adiantada no processo.

      Forte abraço!

      Excluir

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!