Resenha #1 - Lua nova

Por F.S.Kate - 11 junho


Classificação:
★★★★★
Título: Lua Nova
Série: Crepúsculo #2
Gênero: Romance/Fantasia
Autora: Stephenie Meyer 
Editora: Intrínseca
Páginas: 432
Ano: 2008

Sinopse:

Para Bella Swan, há uma coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward já resgatara Bella das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando.

Resenha:

Oh yes, meu livro preferido não é do meu autor preferido KK'

E como já falei pra vocês do meu autor preferido, nada mais justo do que falar do meu livro preferido.

Bom Lua nova é de todos os livros da saga Crepúsculo em especial o que mais recebe críticas negativas pelo público e, no entanto, é o meu preferido, não só da série como de todos os livros que já li até hoje (sim, acredite).

Bom, sim, claro sou uma manteiga derretida, confesso! Adoro um drama, e este é o momento em que vocês estão duvidando da minha sanidade.

Gente, Lua Nova é um livro muuuito mas muuuuuito dramático, é baseado na dor que Bella sente por ter sido deixada por Edward, mas é uma dor tão real, Stephanie conseguiu fazer com que você se sinta no lugar de Bella e a entenda e ainda de razão a ela (pelo menos comigo foi assim).

“O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim.”

Já li este livro uma porção de vezes e eu poderia ler mais, aliás sempre fico lendo trechos dele, é incrível a afinidade que eu tenho com ele, meu xodó! Não pensem que sou uma pessoa depressiva.

“Era paralisante, aquela sensação de que um buraco imenso tinha sido cavado em meu peito e que meus órgãos mais vitais tinham sido arrancados por ele, restando apenas sobras, cortes abertos que continuavam a latejar e a sangrar apesar do passar do tempo.”

Se vocês não sabem do que estou falando e não conseguem compreender minha paixão por esse livro, tentem ler quando estiverem sofrendo por um amor perdido, por uma desilusão, algo do tipo... Gente, sério, o livro te entende, da quase pra conversar com ele (sim, é isso mesmo, você leu meus pensamentos... Como, como você sabe que estou sentindo isso?... Sim, eu não consigo respirar...), é chocante.

“Era como se meu coração não estivesse ali... Como se eu estivesse oco. Como se tivesse deixado com você tudo o que havia aqui dentro.”

E se você, como eu, é uma daquelas pessoas que querem chorar mesmo, quando acontece algo desse tipo e não fingir que tá tudo bem, esse livro é melhor que brigadeiro, melhor que travesseiro, melhor que muitos conselhos, ele realmente entende você, entende pelo que está passando.

“Eu me sentia horrivelmente frágil, como se uma única palavra pudesse me despedaçar.”

Eu aconselho a todos a ler esse livro de coração aberto, sem pé atrás, esqueça as críticas, entre na história e se coloque no lugar da Bella que você vai perceber o quão bem escrito esse livro foi, o quanto pode ser real o que Bella sente (e fico pensando, ei Stephanie de onde você tirou tudo isso? Ela só pode ter sofrido muito pra conseguir escrever aquilo), enfim o livro é muito bom, mesmo, de verdade verdadeira.

“Algo que eu tinha certeza é que o amor pode dar as pessoas o poder de despedaçar você. Eu fora irremediavelmente despedaçada.”

E digo e repito, Lua Nova, segundo livro da saga Crepúsculo de Stephanie Meyer é o meu livro preferido de todos os tempos. Não estou nem ai pro que vão pensar ie ie, pode falar que sou dramática, depressiva, que minha crítica pra livros é horrível, mas oh yes Lua nova é meu xodó!


Beijooos!

  • Compartilhar:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!