Psico(de)(Lia)

Por Marina Nascimento - 01 agosto


— Olha para você, imagina se uma pessoa assim poderia alcançar sucesso na vida — falou a terceira voz com desdém.

— Ela é patética! — balbuciaram duas vozes desconhecidas, adentrando na conversa.

— Tem certeza que você vai fazer isso? Não vai dar certo — acrescentou uma voz feminina, vindo de algum ponto um pouco mais longe das anteriores, e que ela não conseguia distinguir ao certo de onde.

— Claro! Ela não tem capacidade — afirmou a primeira voz, a mais grave de todas.

— Não, ela tem potencial sim! Calem-se — bradou uma voz forte, mas delicada, quase que angelical. E então as outras vozes se calaram por algum tempo, mas não tempo o suficiente para ela pensar mais um pouco, sozinha, sobre o que faria nesta situação.

— Patéticos — falou a voz mais fina, então todos começaram a rir novamente.

— Levanta, ignore-os, você consegue. Siga em frente. Seja forte — ressoou a voz angelical, dando-lhe um pouco de calma, afinal, era seu amigo mais próximo.

— Ele é um idiota como você. Não o escute, sua fracassada imbecil — falou a terceira voz com afinco.

— Você não consegue, estúpida — falou uma nova voz.

— Calem-se todos, eu estou no comando aqui — gritou Lia finalmente.

Por enquanto, pensou. Então botou as mãos na testa e depois massageou as têmporas.

Vozes, eu só queria que vocês saíssem da minha cabeça.

  • Compartilhar:

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Espero que tenha gostado do post de hoje. Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post, e se devo trazer mais deste conteúdo para o blog.

Ahh, e aproveite e deixe seu link, para que nós do AB possamos retribuir sua visita!